Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘relacionamento interpessoal’

Temos muitos gestores, gerentes, supervisores, encarregos; mas poucos são líderes. Ter uma credencial de um determinado cargo ou espaço ocupacional de uma empresa não garente que esse profissional seja um líder de uma equipe ou da própria empresa. A legitimidade de um líder advém de seus líderados em que o reconhecem como tal e deixam ser guiados por ele. Na dinâmica do dia-a-dia do líder em ação existe a formação do in group e do out group, segundo a teoria de troca entre líderes e liderados (LMX).

 O in group ou grupo interno são os relacionamentos estabelecidos com um pequeno grupo que são escolhidos pela similaridades de atitudes, características de personalidade e por confiança. Esse pequeno grupo está dentro do grande grupo que é liderado, formando assim os membros que fazem parte do grupo interno e do grupo externo. É legítimo que o líder faça essa formação para que possa compartilhar suas dúvidas, visões e decisões que precisam ser tomadas com rapidez e eficácia.

 Agora quando isso ocorre de forma exagerado e viciada… a legitimidade desse líder começa a ser questionada perante os demais liderados, pois ele só compartilha com o grupo externo as decisões já formalizadas sem dar espaço para escutar sugestões e idéias divergentes que poderiam fazer a diferença nas situações vivenciadas pela empresa. Enquanto isso o in grupo, começa a ser visto com maus olhos por toda a equipe e começam a ganhar nomes pejorativos. É importante que o líder tenha equilíbrio entre a escuta do grupo interno e do grupo externo. É necessário que faça reuniões formais ou informais com os demais da equipe para que todos possam contribuir para a melhoria da empresa efetivamente.

 Diante desse reflexão… como anda seu relacionamento com os seus liderados? Leia mais e faça o seu comentário no Casos e Causos.

colaboradores1

Anúncios

Read Full Post »

Para consultora Márcia Matos as pessoas têm tendência de procurar seus pares. Gostamos de quem pensa igual a gente, de quem curte os mesmos sons, as mesmas imagens, as mesmas falas.

 

Na rede fica fácil nos associarmos às comunidades e a fazer novos amigos, pois sempre há muitos outros em muitos lugares que fazem parte do nosso universo, compartilhando os mesmos princípios, valores e crenças.  A comunidade é um lugar cálido, um lugar confortável e aconchegante

 

Mas, se nos acomodamos numa comunidade perdemos a oportunidade de conhecer quem pensa e age diferente, quem acredita em outras verdades, vive de outras práticas, conhece o que desconhecemos.

 

Ao evitarmos os diferentes emburrecemos um pouco, nos limitamos, deixamos de aprender e acabamos por criticar aquilo sobre o que nada sabemos. E você, faz parte de quais comunidades? Leia mais e deixe o seu comentário no Educação Sem Distância.

comunidadevirtual

 

Read Full Post »

« Newer Posts