Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘pequenas empresas’

No início era o Linux, sistema operacional de código livre, melhorado constantemente por centenas de programadores pelo mundo, e o Star Office, que depois se tornou no Open Office.

O software livre começa sua caminhada, como uma bandeira de liberdade para os aficionados em tecnologia, mas com certa desconfiança no universo empresarial.

Chegue o seu Notebook mais perto.

Vamos conversar um pouco.

Quando era novidade, nos primeiros anos do século XXI, a mídia afirmava que o software livre, com custo zero, seria a grande virada, mas os custos não eram exatamente zero, pois existiam poucos técnicos conhecedores, por exemplo, do Linux, e com isso os programas para rodarem nesta plataforma eram raros, o que afastou quase que totalmente as empresas desta onda.

As empresas públicas continuaram a investir nos softwares livres, pois detinham os técnicos, e a facilidade de treinamento, para o desenvolvimento dos seus sistemas.

Já, grandes partes das empresas, justamente por desconhecerem a área técnica da plataforma para software livre, acabam por escolherem os softwares e sistemas pagos, com integração, principalmente à plataforma Windows.

Para as pequenas empresas não têm sido diferente, acompanhar a maioria, na aquisição de sistema operacional, softwares e sistemas de automação empresarial, além de reduzir os valores de investimento, também proporciona facilidade na manutenção e evolução das tecnologias da informação e comunicação.

Infelizmente, no Brasil, a pirataria cooperou para o afastamento de grande parte dos usuários por softwares livres, pois o valor pago aos pagos era muito reduzido.

Atualmente este tipo de mercado foi muito reduzido, porém a cultura de não pagar pelos sistemas e softwares ainda permanece em boa parte do mercado das pequenas empresas.

Uma onda que poderá mudar um pouco este vício são os softwares freepremium, que são pagos por patrocinadores, anunciantes, ou por serviços específicos realizados após a aquisição.

Leia mais e comente no blog Gestor de Oportunidades.

Anúncios

Read Full Post »

Estão abertas as inscrições para o “Fomenta – II Encontro Nacional de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Compras Governamentais”.

Será nos dias 5 a 7 de outubro, no Rio de Janeiro, com inscrições gratuitas.

É um prato cheio para quem vende ou quer vender para o Governo, principalmente o federal, do Estado do Rio e sua capital, que terão vários órgãos importantes apresentando seu planejamento de contratações e dando dicas de como as pequenas empresas podem participar desses fornecimentos.

Estão agendados vários encontros de negócios, pelos quais os empresários poderão apresentar seus produtos aos órgãos públicos lá presentes, proporcionando futuras convocações para licitações por meio de carta-convite.Será uma espécie de rodada de negócios.

Será uma grande chance de conversar com representantes e conhecer as necessidades de instituições como o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Correios, Eletrobrás, Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Exército e Petrobras, entre outras. Também haverá cursos e oficinas para participação em licitações. Leia mais e comente no blog Direito & Gestão.

 Fomenta

Read Full Post »

Em um telecentro de Rondônia, pequenos empresários fazem negócios com o mundo inteiro. E no interior de São Paulo, pequenas empresas descobrem o mundo digital nos telecentros.

 

“Existem informações sobre onde obter crédito, financiamento, informações sobre comércio exterior, como deve proceder para poder exportar seus produtos”, enumera José Sales, da associação de telecentros.

 

Para o secretário de Tecnologia Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Francelino Grando, o telecentro é a oportunidade dos pequenos ganharem competitividade.

 

“Essa é a função principal: a inclusão digital do micro e pequeno empresário, trazê-lo para esse mundo real onde os negócios se dão, em que a internet é um instrumento fundamental”, aponta Grando.

 

Existem hoje dois mil telecentros no Brasil. A iniciativa beneficia milhares de micro e pequenas empresas, e atrai até pessoas de outros países.

 

“Pela vastidão do Brasil e pela quantidade de telecentros que existem aqui, é relevante saber um pouco mais da experiência que existe, porque aqui existe um modelo de informação e negócios”, avalia Luis Neves, de Moçambique.

mundo-digital

Read Full Post »

Embora os pequenos empreendimentos possuam limitações orçamentárias de todas as ordens, não poderão sobreviver nos tempos atuais sem dispor de uma estratégia de mercado. A concorrência está cada vez mais acirrada, e os responsáveis por empresas de micro e pequeno porte têm que ter a consciência de que seus concorrentes estão por todos os lados, querendo a sua fatia de mercado.

São muitos os desafios que os pequenos negócios têm que enfrentar para se manterem no mercado. Desta forma o marketing passa a ser um forte aliado na conquista e manutenção de seus clientes, a partir do momento em que apresenta um conjunto de alternativas que contribuem para a consolidação do empreendimento.

Farei uma abordagem sobre o “composto mercadológico” ou “mix de marketing”, e de que forma podem ser implementados nos pequenos negócios. Leia o artigo completo aqui.

Read Full Post »