Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘liderança’

Liderar é tanto arte como ciência. Não basta querer ser líder, você tem que ter aptidão, ter talento, e se preparar. Para liderar pessoas é preciso ser integrante do grupo, não cair de pára-quedas, bem como entender os anseios do grupo, e lutar por estes anseios.

O verdadeiro líder é o maior servidor. Ele defende e trabalham em prol dos desejos do grupo. Ele é o principal interlocutor do grupo. Ele não exige e nem impõe nada a ninguém, apenas pede o compromisso de todos em prol do grupo. Ele é compreensível, e entende os problemas de cada um, e só pensa no grupo, na coletividade. Todas as decisões tomadas levam em consideração principalmente o grupo.

O seu grande objetivo é preservar o grupo, e trabalhar em prol do seu crescimento. A formação de novos líderes é uma importante função do líder moderno. Ele sabe da necessidade de preparar pessoas, é consciente da necessidade de ensiná-las e a condução delas é a sua grande missão. A humildade, o companheirismo e tolerância devem ser exercidos diariamente pelo líder.

Os grupos se fortalecem com líderes comprometidos com a organização, líderes que se preocupam em trabalhar pela organização, de forma impessoal, e voluntária.Segundo James Hunter , é necessário que os líderes se transformem em líderes servidores. Ele descreve algumas características básicas para os líderes servidores:Paciência, gentileza, humildade, respeito, altruísmo, capacidade de perdoar, honestidade, comprometimento, serviço e sacrifício.

Qual a sua opinião? Comente no blog Comunicação Empreendedora.

Anúncios

Read Full Post »

Se o poeta é o que sonha o que vai ser real,
Bom sonhar coisas boas, que o homem faz
E esperar pelos frutos no quintal!

Coração Civil” 1981

Há quase trinta anos atrás e certamente o essencial permanece belo e perene!
Assemelhadamente, o conceito de Liderança permanece essencial, entretanto cada dia menos perene nestes últimos 30 anos!
Cada vez mais é posto a prova! Como liderar nos tempos atuais?

O consultor do SEBRAE/SP, Reinaldo Miguel Messias, associa então poesia e liderança, pois, lhe parece que as verdadeiras ações de um líder verdadeiro são intensamente cheias de sentimentos e emoções.

São poemas escritos e fortemente vivenciados.

Primeiramente, o LIDER tal qual o poeta, deve SONHAR!

São sonhos que movem o espírito a superar desafios e criam a VISÃO.

Uma VISÃO tão clara e nítida que pode ser vista por todos ainda que, no primeiro momento, só seja enxergada por ele, Líder!

A VISÃO é catalisadora de mudanças e assim, o Líder, antes e mais do que querer liderar, é aquele que deseja mudar!

Mudar exige ação. Ação é esforço para atingir objetivo!

E você o que acha?
Leia mais e comente no blog Bom de Negócio.

Read Full Post »

Em épocas de mercado emergente, onde a demanda pelo produto ou serviço da empresa é alta, ou quando se atua em algum local sem competição, é possível que líderes ineficientes passem despercebidos, pois a empresa prospera simplesmente por existir.

No entanto, quando o mercado se torna maduro, quando a concorrência aumenta e se globaliza, quando cada ponto percentual do market share requer planejamento eficiente, apenas o líder mais efetivo se sobressai, e os que passavam despercebidos agora se tornam um peso – além de serem altamente desafiados a desenvolverem-se.

O líder efetivo de hoje é aquele que entende o potencial de seus liderados e reconhece o seu papel no desenvolvimento destes. O principal instrumento para desenvolver os liderados é a comunicação.

A habilidade em comunicar-se efetivamente com os superiores, pares, clientes internos e externos e fornecedores, faz do líder um valor agregado de suma importância para a empresa.

Pesquisas demonstram que toda a empresa prospera tem em seu corpo diretivo lideres competentes em comunicação. Comunicando-se com seus liderados, pares e superiores. Comunicação começa com confiança. Você é confiável?

Seja o mais honesto possível quando refletir sobre esta pergunta. Se você fosse um liderado que tivesse a necessidade de questionar uma decisão sua ou comunicar um erro cometido por ele; Um líder que precise de você para resolver um problema; Um par que precise falar de um colega de trabalho que não está fazendo a sua parte, você confiaria em alguém como você?

Se a resposta é sim, o que você tem que o faz confiável? Saiba mais e comente no blog Gestão de Pessoas.


Read Full Post »

Para entender a importância de o líder atuar como Coach é fundamental entender o contexto atual, isto é, como o mercado se configura e, portanto, como as empresas precisam se organizar para se manter competitivas e promissoras.

A competitividade que se estabeleceu a partir da década de 80 exigiu novo papel da liderança na gestão das pessoas que compõe a equipe gestão. A ênfase foi estabelecer vínculos cada vez mais estreitos entre o desempenho humano e os resultados do negócio da empresa.  Quatro exigências pesam sobre as empresas pressionadas pelos tempos modernos: devem ser estratégicas, competitivas, focadas nos processos de mudança organizacional e responsáveis pelo envolvimento do funcionário com ela, seus negócios, processos e produtos. Operacionalizar esse formato de gestão só é possível quando o líder atua como coach.

O principal desafio do líder coach é a questão cultural, isto é, alcançar a visão das pessoas como um recurso estratégico. Gerenciar e liderar as pessoas da equipe de forma que se percebam agregando valor aos objetivos da empresa, mas também aos seus objetivos de carreira. Enxergando como podem crescer, não só hierarquicamente, mas ampliando suas habilidades e conhecimentos quando abraçam novas tarefas, novos desafios.

Que valorizem e construam um ambiente de trabalho saudável e seguro, atuem com ética nas relações com os clientes internos e externos e estejam permanentemente atentas ao objetivo principal de uma empresa: o resultado, buscando-o com qualidade, produtividade e rentabilidade, considerando a qualidade de vida das pessoas que trabalham na empresa, respeitando o meio ambiente natural social que é impactado pelos seus produtos e serviços.

Dois lembretes para os lideres que querem ser coach da sua equipe:

1 – Contextualize os conceitos e ferramentas tendo em vista o seu perfil atual como líder, o momento da equipe, da empresa no mercado e do mercado.

2- Lembre-se, o mundo não pára dando um tempo extra para que a transição entre o estilo atual para o de líder coach seja realizada. É fundamental considerar o momento presente, elaborar um plano consistente e realista com indicadores robustos que indiquem quando alcançamos o objetivo e também nos orientem durante o percurso. Leia mais e comente no blog Gestão de Pessoas.


Read Full Post »

De acordo com os pressupostos presentes na Teoria das Restrições, restrição é qualquer coisa que limita um sistema em conseguir maior desempenho em relação a sua meta.

Existem diversos tipos de restrições. Estas podem ser físicas, como uma máquina com baixa capacidade produtiva, despreparo ou baixo número de empregados, ou então restrições não físicas, como as restrições de política da empresa, comportamentais, culturais ou de mercado. Entretanto, as restrições físicas podem ser consideradas, na maioria das vezes, como reflexos das restrições comportamentais ou de procedimentos da organização.

Toda organização é formada ou constituída com um propósito principal e que este é, na verdade, determinado por seus proprietários ou por seus acionistas, que investem recursos com um determinado objetivo. Portanto, para as empresas privadas, certamente a meta é “ganhar mais dinheiro tanto agora como no futuro”.

A empresa deve encontrar as medidas necessárias para guiar e controlar seus esforços na direção de sua meta. Medidas financeiras são necessárias por dois motivos principais. A primeira é controle, ou seja, saber até que ponto a empresa está conseguindo alcançar o objetivo de gerar dinheiro.

Leia mais e comente no blog Gestão da Produção e Qualidade

restrições

Read Full Post »

Todo mundo já conhece Natura, Avon e outros afins. Mas será que só cosmético se presta à venda direta? A resposta é não.

No tempo da Internet ainda se vendem livros porta a porta. Para ser mais exato: 14% do mercado total, ou 1 em cada 7 livros vendidos no Brasil – o que não é pouca coisa. Um mercado tão interessante que ela mesmo, a Avon, passou a oferecer livros também, junto com seus produtos.

Um exemplo desta estratégia: o livro “Dias Melhores Virão”, do pastor americano Max Lucado, da editora Ediouro. Nas livrarias foram 30 mil exemplares e pelas revendedoras da Avon, foram 300 mil.

Afinal são 1 milhão e 100 mil revendedoras. Enquanto isso, a Associação Brasileira de Difusão do Livro tenta fortalecer o mercado com a contratação de 30 mil vendedores que são pagos por cerca de 220 editoras.

Agora, vale perguntar? O que mais pode ser vendido pelo sistema porta a porta? Que tal o seu produto?

Leia mais e comente no blog Inovação e Estratégia

portaaporta

Read Full Post »

Em inumeráveis conversas com empresários, muitas vezes, me saem com essa: “eu vou ganhar mercado porque vendo mais barato que o meu concorrente”. OK. Resta saber se ele também vai ganhar dinheiro. Vender barato, qualquer um pode fazer. Ganhar dinheiro, vendendo barato, eis o segredo da estratégia.

E como podemos fazer isso? Não existe uma resposta fácil, pois o que é bom para uns é ruim para outros. Um exemplo é a verticalização. Para muitos, a verticalização é custo alto; para outros é estratégia de custo baixo.

Veja-se o caso do Habibs. Ganha dinheiro verticalizando a produção, isto é, administrando os custos (e a qualidade) do produto, inclusive a partir dos insumos básicos como o leite, com fábrica de laticínios e de padaria.

Como a empresa sempre apregoa: “conheça o zero do Habibs”. Isto é, o preço da sfiha, o carro chefe, sempre começa com zero, para atrair o consumidor para as lojas e assim aumentar o ticket médio com produtos mais caros.

Como disse, eu também posso vender uma sfiha por 0,59 centavos. Mas será que conseguirei ganhar dinheiro com isso? Empresários que optam por estratégias de baixo custo – um tema que voltaremos outras vezes – precisam estar atentos para desenvolver um caminho lucrativo.

Leia mais e comente no blog Inovação e Estratégia

art-digital-ak3d

Read Full Post »

Older Posts »