Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘gestão ambiental’

O setor industrial é responsável por aproximadamente 46% do consumo de energia elétrica no Brasil, do qual somente os motores absorvem 51% da energia consumida. Quando se trata de reduzir desperdícios e economizar energia, as principais recomendações incluem otimização do sistema motor-equipamento, substituição de motores superdimensionados, correção do fator de potência baixo e redução dos picos de demanda.

Motores

  • Verifique se existem motores superdimensionados e tente adequá-los.
  • Quando for substituir motores, sejam queimados ou superdimensionados, utilize motores de alto rendimento
  • Desligue os motores das máquinas quando estas não estiverem operando.
  • Faça manutenções preventivas periódicas.
  • Verifique se os dispositivos de partida estão adequados.

Iluminação

  • Utilize lâmpadas mais eficientes e adequadas para cada tipo de ambiente. A lâmpada de vapor de sódio, por exemplo, é mais eficiente do que as lâmpadas de vapor de mercúrio ou as mistas.
  • Utilize reatores eletrônicos de boa qualidade.
  • Utilize luminárias espelhadas para lâmpadas fluorescentes.
  • Abuse de recursos que aumentem o aproveitamento da iluminação natural: telhas translúcidas, janelas amplas, tetos e paredes em cores claras.
  • Ligue a iluminação somente onde não haja iluminação natural suficiente e desligue-a sempre que as dependências estiverem desocupadas. Mantenha ligada apenas a iluminação que contribua para a segurança do local.
  • Divida os circuitos de iluminação, de tal forma a utilizá-los parcialmente, sem prejudicar o conforto.

Os mesmos cuidados devem ser aplicados a refrigeração, equipamentos elétricos em geral, ar comprimido, fornos elétricos, bombeamento de água entre outros.

Existem programas vinculados ao Ministério da Minas e Energia, executado pela Eletrobrás com os seguintes objetivos:

  • Combater o desperdício de energia elétrica
  • Estimular o uso eficiente e racional de energia elétrica
  • Proporcionar benefícios à própria sociedade
  • Aumentar a competitividade do país

Ações

  • Otimização de sistemas motrizes industriais através de convênios com as Federações de Indústrias.
  • Capacitação laboratorial através de convênios com universidades federais

Para maiores informações acesse http://www.eletrobras.gov.br/procel

Comece pelas pequenas ações de custo menor e planeje a médio prazo ações mais eficazes para a redução de consumo. O investimento na maioria dos casos se paga em pouco tempo.

Leia mais e comente no blog Gestão da Produção e Qualidade.

Anúncios

Read Full Post »

Hoje, a preocupação ambiental reflete-se na escolha de produtos pelos consumidores dedicados à preservação do meio ambiente. Com o crescimento no Brasil de consumidores com hábito de comprar produtos ou serviços com certificações ambientais, é possível que surjam novos selos ou até mesmo um Selo Verde Brasileiro, à semelhança do europeu Ecolabel, que garante identifica os produtos amigos do ambiente.

Apesar de usar o termo “amigo”, os critérios utilizados pelo Ecolabel são rígidos e analisam o impacto do produto ou serviço no meio ambiente em todo o seu ciclo de vida – desde a extração de matérias primas na fase de pré-produção até a produção, distribuição e eliminação. Os produtos que se adéquam aos requisitos recebem o selo e são divulgados em catálogo online, que permite pesquisar por país, varejo onde está disponível, categoria de produto e produtor.

Este selo reflete o aumento da preocupação e exigência do consumidor por produtos e serviços que se preocupem com o meio ambiente. Surgiu de um programa da União Européia com foco no consumo e produção sustentáveis e em política industrial sustentável, existente desde 2008.

Quer saber como obter a certificação verde européia? Leia no blog Mercado ao Seu Alcance.

Read Full Post »

Você já notou que vem crescendo cada dia mais a adesão dos consumidores por produtos sustentáveis? Atualmente, a sustentabilidade do planeta é um dos temas mais debatidos no cenário internacional.  E as empresas, vagarosamente, começam a adotar práticas que visam reduzir o impacto no meio ambiente, tais como o uso de matérias-primas orgânicas; tratamento de resíduos; redução dos insumos sintéticos ou químicos; entre outras.

É o que está fazendo a Joyful, indústria de vestuário paranaense que recentemente marcou presença no Paraná Business Collection, evento de moda e negócios realizado pelo Sebrae/PR e Sistema Fiep. Em 2009, a empresa criou uma linha de produtos com o conceito de sustentabilidade. São produtos feitos com algodão orgânico, tingidos com corantes naturais, que não agridem o meio ambiente, além dos cuidados com a redução de resíduos e o desenvolvimento de fornecedores que atendam os requisitos de sustentabilidade ambiental.

Aliás, você sabia que a cultura do algodão é responsável por 25% dos agrotóxicos utilizados na agricultura? Pois é, se você quer cuidar do meio ambiente, um bom caminho é observar o que está vestindo.

Um dos requisitos essenciais para o sucesso empreendedor é estar 100% ligado nas tendências de mercado e saber torná-las lucrativas para seus negócios. Foi o que fez Adilson Filipaki, da Joyful. Ele percebeu duas coisas: o crescimento do movimento de valorização da sustentabilidade do meio ambiente e a introdução, pelo setor de moda europeu, desse conceito em suas coleções.

Isso significa que foi fácil? Leia mais sobre negócios sustentáveis no blog Empreendedorismo e Planejamento.

Read Full Post »

A responsabilidade ambiental, que até alguns anos atrás parecia apenas conversa de ecologistas é hoje uma realidade mundial.

Responsabilidade ambiental é o nome dado para o conjunto de práticas por parte das empresas em seus processos indústrias e comerciais menos danosos ao meio ambiente, com a utilização de matéria prima reciclada e/ou com a diminuição da utilização de combustíveis não renováveis nestes processos, juntamente com o desenvolvimento de produtos e serviços que economizem energia, tenha maior durabilidade e que possam ser reciclados no final de sua vida útil.

Cenário mundial:

Cada vez mais a sociedade e os governos de vários países se preocupam com a proteção do meio ambiente. Uma prova disso é a realização da COP 15, em dezembro de 2009 em Copenhague, na Dinamarca.

A COP 15 é uma conferência promovida pela ONU onde vários países, ONGs e cientistas discutirão o combate ao aquecimento global. Nesta reunião espera-se que as nações estabeleçam metas individuais de redução dos gases de efeito estufa, ou seja, que as nações assumam compromissos para redução da poluição ambiental.

Cenário nacional:

No Brasil, tanto o Governo Federal como alguns Governos Estaduais também tem tomado uma série de medidas em relação ao assunto.

Na esfera federal, a Presidência da República anunciou recentemente que pretende assumir o compromisso com a redução voluntária em até 38,9% da emissão dos gases de efeito estufa. Além disso, o Governo Federal tem reduzido sistematicamente os impostos federais incidentes sobre produtos ambientalmente responsáveis tais como geladeiras com consumo reduzido de energia elétrica e carros bicombustíveis.

Já na esfera estadual, o Governo do Estado de São Paulo foi o pioneiro no assunto, estabelecendo a meta de redução de 20% da emissão de gases de efeito estufa, transformando tal compromisso na Lei Estadual n.º 13.709/09.

Benefícios para as empresas:

Esta responsabilidade ambiental, além de trazer benefícios tributários como já ocorre com os produtos da linha branca com menor consumo de energia e com os veículos bicombustíveis, que contam com a isenção/redução do IPI, também trazem vantagens em relação aos consumidores.

A divulgação de todas as noticias relacionadas com o combate ao aquecimento global pela mídia (órgãos de imprensa), têm criado uma consciência ambiental cada vez maior nos consumidores. Assim, é de se esperar que os consumidores prefiram os produtos e serviços das empresas ambientalmente responsáveis.

Desta forma, vale à pena para as empresas, inclusive para as micro e pequenas empresas, adotar práticas e procedimentos ambientalmente responsáveis, pois agindo dessa forma estas empresas terão não apenas vantagens tributárias, mas o que é mais importante, conquistarão os consumidores preocupados com este tema.

Leia mais e comente no blog do Boris Hermanson.

Read Full Post »

O que é Sustentabilidade?

 

Podemos definir sustentabilidade como o conjunto de práticas adotadas que visam a diminuir os impactos gerados pelas atividades humanas que poderiam prejudicar o meio ambiente. 

 

Este conceito pode e deve ser adotado em relação às atividades empresariais, inclusive nas micro e pequenas empresas. 

 

Durante alguns anos falar em sustentabilidade parecia algo distante de nossa realidade, algo apenas para os países mais ricos e desenvolvidos, mas a realidade está mudando rapidamente tal pensamento.  Leia o artigo completo do consultor Boris Hermanson no Beco com Saída.

sustentabilidade

Read Full Post »