Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘capacitação’

As micro e pequenas empresas representam 99% do universo empresarial nacional. Com as constantes alterações dos cenários mercadológicos e o aumentos da competitividade entre elas, torna-se imprescindível uma política especializada de gestão. Gerir requer três níveis básicos do conhecimento e da prática: saber gerir, querer gerir e o gerir com eficiência.

Mas a realidade não é muito animadora. A maioria dos empresários de micro e pequenas empresas não está preparada para a gestão empresarial. Apesar de dominarem tecnicamente a operação, os gestores empresariais dos pequenos negócios não gostam ou não sabem administrar processos. Podem até ser bons vendedores, mas muitos acabam atropelando a gestão de pessoas, por exemplo. Querem ganhar muito, mas negociando baixos salários. Desejam conquistar mercados, mas não investem em marketing especializado. Enfim, têm ótimas intenções, mas não conseguem sair do papel.

Prova disso, são recentes pesquisas realizadas pelo Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, SEBRAE, que comprovam que sete em cada dez empresas brasileiras encerram suas atividades antes dos cinco anos de vida, e o principal motivo a levá-las a isto é a falta de gestão por parte de seus administradores.

Como superar isso? Leia mais e comente no blog Comunicação Empreendedora.

Anúncios

Read Full Post »

Uma constatação que pode ser percebida no mercado, é que historicamente um grande número de empresas brasileiras nasceu e se formalizou, sem qualquer recurso financeiro, ou na melhor hipótese, com um mínimo de dinheiro no bolso, disponível apenas para a primeira compra de produtos, e esta condição inicial, acabou por se tornar uma forma de administração empresarial, dia após dia, ou seja, vender os produtos ou serviços, receber o pagamento dos clientes, para imediatamente pagar os custos do mês anterior, e se possível descontar hoje, todos os cheques futuros, para completar a necessidade atual de caixa e com sorte sobrar alguma coisa para cobrir os gastos pessoais.

Apesar de toda a determinação dos empreendedores para manter o seu negócio respirando, 27% deixam de existir logo no primeiro ano de atividade, para no segundo ano outros 38% não agüentarem a luta e ainda 46% deixarem o campo de batalha do mercado no terceiro ano, segundo pesquisa do SEBRAE-SP, realizada em 2008.

Com certeza uma das principais razões deste desaparecimento precoce é a total falta de controle sobre as informações financeiras básicas das empresas, seguindo aquele frenesi, que aparentemente deu certo na abertura do negócio, ou seja, sem caixa suficiente para manter em dia os principais compromissos, mas vendendo e pagando os credores, do jeito que era possível.

Qualquer empreendimento, que pretende não apenas sobreviver, mas também crescer e progredir, precisa de um mínimo de informações empresariais, consideradas fundamentais para a gestão do negócio, como:

  • Qual o resultado da operação mensal: lucro ou prejuízo.
  • Qual o ponto de equilíbrio da empresa.
  • Qual o saldo de caixa, para amanhã, depois, daqui a três meses?
  • Qual a necessidade de capital de giro.

Você ficou surpreso com alguma destas informações? Leia o texto completo no blog Consultoria Individual.

Read Full Post »

Todo ser humano idealiza um futuro brilhante, entretanto poucos profissionais realmente planejam de forma racional uma mudança de emprego, uma transição de carreira ou o início de uma vida empreendedora.

Planejar esse momento é crucial, afinal mudar dá trabalho. E se não der, fique atento, pois se você deseja sair de um patamar que já conhece para uma aposta em uma situação ainda desconhecida, não será fácil, mas também não será impossível.

Mergulhar de cabeça no que parece ser uma grande oportunidade sem cumprir etapas importantes do planejamento pode gerar insatisfação, perda de tempo, de dinheiro e desgastes desnecessários.

Para não errar nas escolhas quando novas oportunidades surgirem, é preciso ter clareza sobre sua situação atual e sobre as variáveis que servirão de base comparativa para uma tomada de decisão consciente. Você precisa dedicar tempo e disciplina para si e não deixar que problemas atuais e pontuais influenciem sua análise. Lembre-se que problemas sempre farão parte de qualquer emprego, carreira ou negócio e que nada é só problema e nada é só solução o tempo todo.

É você que escolhe para qual lado pretende levar sua vida. Se viver mergulhado nas atividades e rotinas que cegam para o que é efetivamente um problema e para o que pode vir a ser uma solução, você não conseguirá perceber as oportunidades que podem emergir nesse mesmo mar.

Não deixe a maré conduzir você. As grandes ondas devem ser surfadas de acordo com o estágio de desenvolvimento do atleta e se você ainda não estiver pronto, não adianta querer “se jogar no mar” ou será atirado contra as pedras.

Para não se machucar no que parece ser a onda rumo ao seu futuro brilhante, entenda seu estágio profissional. O que te leva a querer mudar agora?

Leia mais e comente no blog Lounge Empreendedor.

Read Full Post »

mobileantigo Se olharmos para o passado, perceberemos que algumas ações aconteciam mais lentamente. Muitos fatos demoravam para se concretizarem. Vejamos quando não existiam os veículos automotores, aviões e os supersônicos. As viagens eram vagarosas. Se voltarmos ao tempo em que o homem não havia domesticado os animais: jegues, camelos e eqüinos diversos, a locomoção era mais lenta. Principalmente, se nos situarmos em um país continental como o Brasil e verificarmos que em quatro horas você pode viajar de avião entre as capitais São Paulo x Fortaleza, alguns podem achar demorado. Imagine se fosse de ônibus, podendo levar uns quatro dias, ai a diferença é grande. Vamos, mais longe, e se a viagem fosse de jumento, neste caso todo mundo se acomodaria e não viajaria, pelo menos no mundo atual.

Hoje podemos ter acesso as informações de maneira praticamente simultânea, o que ocorre em qualquer parte do mundo já é possível saber aqui no Brasil no mesmo momento, seja através da Internet ou na televisão.

Você que é empreendedor não pode deixar de se atualizar constantemente, ao mesmo tempo precisa inovar nos lançamentos dos produtos, no seu atendimento, se policiar em todos os aspectos, pois seus concorrentes se atualizam a cada instante. Não enxergue como concorrente somente a empresa que estar ao seu lado, na mesma cidade. A globalização acabou com isto, uma empresa nos Estados Unidos ou Japão podem ser seu concorrente e tirá-lo do mercado. Isto não é um absurdo, muitas empresas já quebraram por pensarem assim. A não atualização também é um caminho para se fecharem às portas.

Leia mais e comente no blog Empreendedorismo no Sertão do Ceará

Read Full Post »

No Brasil, em 1923, a Fundação da Rádio Sociedade, do Rio de Janeiro, transmitia programas de literatura, radiotelegrafia e telefonia, línguas, sob coordenação de um grupo da Academia Brasileira de Ciências. O Instituto Universal, fundado em 1941, é considerado como uma das primeiras experiências em EaD no país, utilizando basicamente material impresso. Isso significa que a superação da distância é um caso antigo na Educação.

 Hoje em dia, sob vários codinomes, fala-se da distância na educação como se fosse um privilégio desse momento histórico. Mas, nada mudou no processo de transformação e construção do conhecimento. Mudaram, e muito, as tecnologias. Evoluindo do papel para o computador, do rádio e da TV para as redes.

 Essas mudanças tem uma conseqüência importante para a educação, que migra de um processo bilateral para um processo multilateral. As primeiras  influências da tecnologia, como rádio, TV e multimídia, permitiam produzir soluções de ensino-aprendizado de um para muitos, a partir dos modelos presenciais. O conteúdo preparado em função do meio e mediatizado pelo próprio computador ou por um tutor. Lê-se nos livros a orientação para uma equipe de projeto de elaboração de cursos a distância que, entre outros atores, inclua um professor para preparar o conteúdo e um tutor para apoiar o aluno. O processo de construção do curso, apesar da equipe, segue rigorosamente as estratégias para ambientes presenciais.

 No entanto, as tecnologias atuais substituem a lógica bidirecional pela multidirecional, criando novas oportunidades para a educação, mas ao mesmo tempo incluindo a necessidade de novos aprendizados e experiências para escolas e professores. E há nisso um sentido de urgência.

 A geração Y, ou geração Internet, está vivendo intensamente essa nova realidade. Os “nativos digitais” estão participando e compartilhando, trocando e construindo conhecimentos, nas redes sociais de forma cada vez mais crescente. Essas pessoas não tem mais motivação para o bidirecional, porque são autoras. Estão acostumadas a compartilhar. Dar e receber qualquer coisa que saibam, gostem, percebam.

 Já entenderam que o conhecimento é ampliado pelas trocas? Leia mais e comente no Educação Sem Distânciamultidirecional.

Read Full Post »

É claro que sim

Uma prova disso esta no evento que acontecerá dia 24 de junho a partir das 19horas: o lançamento da publicação 99 Soluções Inovadoras, que relata a experiência de 99 pequenos negócios que acreditaram que era possível, foram atrás e inovaram. Leia mais e comente no Blog do Larúbia.

convite

Read Full Post »

A mentoria está presente na vida de todas as pessoas e nos seus diversos estágios de vida e necessidades do indivíduo (LEVINSON, 1978). Mentoria é um fenômeno muito antigo e muito importante para o desenvolvimento das pessoas e das empresas.

 

Um Mentor é uma pessoa, que pode ter sido ou ser um chefe, um colega, um consultor, um amigo, o(a) cônjuge ou um familiar que o apoiou ou apóia na sua vida pessoal e ou empresarial. Para isso, essa pessoa, que é chamada de Mentor, pode ter lhe guiado, ensinado, aconselhado, enfim, pode tê-lo ajudado no seu crescimento e desenvolvimento de diversas maneiras. E a pessoa que recebe esses benefícios, é chamada de Mentorado(a).

 

O processo de mentoria empresarial acontece de forma diferenciada para mentoria informal e formal, de acordo com o estágio em que a empresa se encontra e com o ambiente sócio-cultural em que as empresas pertencem (BISK, 2002).

 

Mentoria informal é acontece naturalmente quer ver como? Leia mais no blog da consultora do Sebrae/PE, Conceição Moraes.

mentor1

 

Read Full Post »

Older Posts »